Mistério de ‘Mona Lisa’ pode ficar resolvido

sem nomeEm Florença, Itália, um grupo de investigadores abriu um túmulo secular e está a analisar os restos mortais de uma antiga família florentina com o objectivo de resolver um dos maiores mistérios de sempre da história da arte: quem era a mulher que serviu de modelo a Leonardo Da Vinci quando pintou o mais famoso quadro do Mundo, ‘Mona Lisa’.

O túmulo agora reaberto foi descoberto em 2012. Encontrava-se entre as ruínas de um antigo convento ursulino, contígua à Basílica da Santissima Annuziata e, ao que tudo indica, pertencia à família de Lisa Gherardini, uma florentina que viveu no século XVI.

Lisa Gherardini seria a mulher de um mercador de Florença e, durante algum tempo, correspondente ao período de elaboração do quadro, vivia na mesma rua de Da Vinci e os investigadores desconfiam que poderá ter sido a musa inspiradora do pintor renascentista.

Os cientistas vão agora efectuar testes com carbono 14 (isótopo radioativo que revela aos palentólogos a idade dos ossos), em três dos oito esqueletos encontrados no túmulo, os quais acreditam pertencer aos filhos de Lisa Gherardini. Se os testes confirmarem que os restos mortais pertencem aos Gherardini, o próximo passo será reconstituir as feições e a estatura da mais famosa modelo do Mundo.

O primeiro historiador a apontar Lisa Gherardini como a mulher que Da Vinci pintou no século XVI foi Giorgini Vasari, um especialista no período renascentista que avançou igualmente a hipótese de ter sido o marido de Lisa, que era um rico e poderoso mercador na época, a encomendar e patrocinar a obra.

Esta teoria poderá agora ser comprovada graças aos testes de ADN e de uma reconstrução que permitirá finalmente comparar as feições da família e o mítico ‘La Gioconda’, nome pelo qual a pintura é conhecida em Itália.

Fonte: http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/lazer/cultura/misterio-de-mona-lisa-pode-ficar-resolvido


Comments are disabled.

%d bloggers like this: