Recuperadas mais de 50 peças de arte sacra furtadas na Andaluzia e em Portugal

A Policia Nacional de Espanha anunciou, esta segunda-feira, ter recuperado mais de 50 peças de arte sacra furtadas desde 2006 em templos daquela região espanhola mas também em Portugal, descritas como de “valor incalculável”.

Em comunicado, aquela força explica que a investigação levou à detenção, em Sevilha, de dois irmãos, de 39 e 44 anos, presumíveis autores destes furtos.

Entre as peças recuperadas contam-se pinturas, esculturas, roupas, mantos, cálices, crucifixos e imagens religiosas, encontradas pela polícia “escondidas” na oficina de restauração de um dos detidos, em Sevilha.

Aquela força explica que estas peças foram furtadas em templos e centros religiosos da Andaluzia (sul de Espanha) mas também em Portugal, mas sem adiantar mais pormenores.

A polícia espanhola acrescenta que está a tentar localizar os “legítimos proprietários” destas obras de arte, “já que de muitas destas se desconhece a verdadeira procedência”, refere ainda o comunicado.

A investigação permitiu concluir que o proprietário da oficina de restauro “aproveitava o seu trabalho e a relação de confiança” com os responsáveis eclesiásticos “para ter acesso às obras de arte e subtraí-las sem levantar suspeitas”

Fonte: pportodosmuseus


Comments are disabled.

%d bloggers like this: