Intervenção para proteção do Cromeleque dos Almendres em Évora

O Cromeleque dos Almendres é um dos mais importantes testemunhos do período megalítico na Península Ibérica. Para proteger este património a Câmara Municipal de Évora, em articulada com a DRCALEN (Direção Regional de Cultura do Alentejo) e o proprietário da herdade, desenvolveram um projeto de salvaguarda e valorização. Este projeto contemplou, numa primeira, fase a criação de um parque de estacionamento a300 metrosde distância do monumento, com cerca de800 m2, e com capacidade para4 a5 autocarros ou cerca de 20 viaturas ligeiras, que visa impedir o acesso automóvel ao monumento, protegendo-o do impacto nocivo do trânsito. Esta fase foi desenvolvida pelo Departamento de Ambiente e Qualidade e pela Divisão de Espaços Verdes e Qualidade Ambiental da Câmara de Évora, com o merecido acompanhamento do Departamento do Centro Histórico, Património e Cultura da autarquia e da DRCALEN, ficou concluída a 31 de Janeiro e custou cerca de 6.700 euros.

A segunda fase do projeto contempla uma operação de reposição do solo que suporta o monumento e uma intervenção no espaço envolvente, com os objetivos de melhorar as condições de drenagem do local e de sugerir ao visitante o ponto mais interessante de observação do monumento.

 


Comments are disabled.